Home » Blog » O Mundo dos Plásticos e o Mercado de Trabalho
Voltar

O Mundo dos Plásticos e o Mercado de Trabalho

produtos-plasticos

Você já parou para observar as coisas ao seu redor ?

Percebeu que em quase todos os produtos fabricados existem plásticos ?

Utilizados em quase todos os setores da economia, tais como: construção civil, agrícola, automobilístico, calçados, móveis, alimentos, médico-hospitalar, têxtil, lazer, telecomunicações, eletro-eletrônicos, farmacêutico, energético, os plásticos estão presentes nos mais diferentes produtos.

Segundo a ABIPLAST, existem no Brasil, 11.465 empresas “cadastradas”, 94 % são micro e pequenas empresas e 85 % das empresas estão localizadas nas regiões SUDESTE E SUL.

Somente em São Paulo são:

  • 3.546 micro empresas
  • 1.258 pequenas empresas
  • 296 médias empresas
  • 24 grandes empresas

 

Não só no interior e na grande São Paulo, mas em todas as regiões do Brasil, existe a carência da mão de obra qualificada, seja operacional ou técnica. Essa área é uma das mais promissoras e está em pleno progresso. A cada dia, surgem novas tecnologias, sejam em resinas, nos maquinários, nas ferramentas e nos periféricos (moinhos, robôs, alimentadores, secadores) utilizados nos processos plásticos.

As pessoas que tem interesse em ingressar nessa área, mesmo sendo leigas, têm grandes chances de evoluir profissionalmente e financeiramente ao se qualificar e se especializar num segmento específico, seja no processo de injeção, sopro ou extrusão. As áreas mais procuradas são as operacionais, técnica e comercial.

Operadores de máquinas injetoras, sopradoras ou extrusoras são os cargos mais simples nesta área e os mais procurados por empresas de pequeno, médio e grande porte. Possuindo qualificação profissional nesta função, o operador encontra grandes facilidades para se ingressar no mundo dos plásticos e de evoluir profissionalmente.

Quando esses operadores desejam um crescimento profissional e melhorias no salário, podem se especializar e almejar um cargo maior, o de preparador e regulador de máquinas, onde a remuneração é praticamente o dobro. E quando se destacam nas empresas, podem tornar-se líderes e encarregados com ganhos bem maiores.

Sem contar a área técnica, ocupada por profissionais que analisam o processo e regulagens de máquinas, realizam melhorias, programações de produção, trabalham em laboratórios, na área da qualidade, na manutenção e em ferramentarias. Nesse caso, o salário passa a ser de três a quatro vezes maiores que o dos operadores com grandes possibilidades de se tornarem futuros supervisores e gerentes de produção.

Já na área comercial, os chamados “vendedores técnicos” comercializam resinas, máquinas, equipamentos e ferramentas. Os compradores são responsáveis em negociar os mesmos itens, porém, com um embasamento técnico necessário para não errar na hora da compra.

E essa área também não tem distinção, tanto homens como mulheres, jovens e pessoas de mais idade que tenham vontade, sejam determinadas e desejo de crescer profissionalmente, conseguem ingressar neste mundo maravilhoso que é o PLÁSTICO, basta qualificar-se e se especializar para fazer a diferença no seu currículo.

Esta área também é muito boa para EMPREENDER, seja na reciclagem, na prestação de serviços ou na produção de um produto próprio que seja inovador e revolucione o mercado. O plástico é prático, leve, pode ser moldado em diversas formas, simples ou complexas, colorido, transparente, enfim, hoje, nós somos totalmente dependentes do PLÁSTICO.

Procure ficar um dia sem tocar ou olhar algum produto plástico à sua volta e verifique a sua importância no nosso dia-a-dia.

Postado por: Alexandre Farhan - Diretor da Escola LF